Twitter

23 de ago de 2010

Ensinamentos da vida


Ilustração

O que importa o gosto amargo da solidão se essa é para acabar com minha vida, o que importa realmente é o amor que eu senti e esse foi por você, essa dor e amargura não seria tão intenso e frustrante se fosse por outra pessoa, é que você não me deu chances de mostrar o quanto doeu te ver distante e agora se importa com seus sentimentos depois de descobrir que não vive sem mim e quer que eu corresponda, mas agora eu me acostumei a viver sem você, agora eu não me importo se você sente o que fazia meu coração queimar o que fazia meu corpo pedir não existe mais. Não me vem com suas suplicas não me detenhas com suas ameaças, porque o que me segura aqui no mundo é a capacidade de ter vencido o que me fez sofrer, o que restou do que eu sentia foram as magoas o amor se prendeu, você me deu o privilégio de não poder amar mais, porque o amor só vem uma vez e por uma pessoa talvez eu te ame ainda, talvez eu nunca te esqueça, talvez eu não consiga, mas sem você eu estou conseguindo viver, sem você eu consegui seguir em frente, sem você hoje eu estou feliz. Agora eu percebo que a amargura, solidão, sofrimento foram pra me fortalecer, agora eu sei que a gente vive o que tinha que viver e nada vem do acaso, a gente aprende com o tempo, porque o tempo é uma lição, porque o que se vive se aprende, porque as respostas com o decorrer da vida consegue ensinar que só cai uma vez e o mesmo erro não se comete e isso é uma força, uma experiência nova que a vida ensina direito para depois ser corrigido no futuro entregar o coração pra quem mereça e tentar não se prender a certas desilusões que machuca a alma, que impede a felicidade e nesse erro eu não caiu mais porque você me ensinou que não vale a pena sentir por uma pessoa igual a você o amor que eu senti.
Por Márcio Ferreira
Related Posts with Thumbnails

  © By Poesia - Todos os direitos reservados.

Tecnologia - Blogger | Modificado por - Márcio Ferreira