Saudade insana


(Imagem: danielnarkunas)

Vida insana pensamentos insanos
Uma coisa que não deixa dormir
Algo que está no fundo do coração
Proporcionando-me uma profunda insônia insana
É a saudade que bate coisa louca que invade

Paixão que tem nesse sentimento interior
Gostaria de matar essa saudade louca
Que me castiga, escrevo com fúria no coração
Mas a fúria de não querer mais sentir essa saudade
Sinto a insanidade que escolhi
Fiz-me assim para não viver mais na solidão

Essa saudade me dá esperanças
E a certeza de ter você novamente
Ando nos emocionantes momentos de reflexões
Que está prestes a acontecer o nosso momento mágico
Meus delírios se aumentam está difícil suportar...
Os dias que não passam
Tudo que se conquista com dificuldade é grandioso

Por isso sei que o que está acontecendo é maravilhoso
É um sentimento esplendido no coração
Um único sentimento a dois sem ser mais ou menos
Mas ser por igual e nada conseguirá atrapalhar por ser puro
Sinto os toques do seu corpo ao meu
A cada palpitar do meu coração
Sinto você em toda parte que vou ou olho

Isso é mágico dentro de mim
Muitas vezes me dá a impressão de saber o que você pensa
Quero estar dentro de ti para revelar seus sentimentos mais profundos
E resgatar do seu interior toda iluminação do seu amor
Desejo você a cada segundo da minha vida

Eu preciso te olhar para sorrir, sou dependente desse amor
E não quero deixar escapar a oportunidade de fazer você sentir junto comigo
Toda essa euforia do meu coração
Transmito o calor da minha paixão de rostos colados Abraços apertados
Não precisando de palavras para saber que é amor apenas sentir.

Por Márcio Ferreira

Compartilhar:
← Anterior Proxima → Inicio

Seguidores

Google+ seguidores

Total de visualizações

Mario Quintana

O TRÁGICO DILEMA: Quando alguém pergunta a um autor o que este quis dizer, é porque um dos dois é burro.

AMAR: Fechei os olhos para não te ver e a minha boca para não dizer... E dos meus olhos fechados desceram lágrimas que não enxuguei, e da minha boca fechada nasceram sussurros e palavras mudas que te dediquei... O amor é quando a gente mora um no outro.

BILHETE: Se tu me amas, ama-me baixinho Não o grites de cima dos telhados Deixa em paz os passarinhos Deixa em paz a mim! Se me queres, enfim, tem de ser bem devagarinho, Amada, que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...

Por Mario Quintana

Veja outros autores em: Pensador.Info

VEM DO CORAÇÃO

Há um sentimento para contemplar, como encontrar palavras que expressa o sentimento continuo e duradouro, somente os gestos, olhares, carinhos e até mesmo o silêncio poderá explicar o que sinto, para quem corresponde será um bom entendedor.

Márcio Ferreira

Tecnologia do Blogger.

Postagens populares

email newsletter