O novo!

feliz-ano-novo

Que seja tudo novo, novo na esperança
Remonte sua vida e que seja nova
Um recomeço como se fosse o primeiro
Faça valer à pena e não deixe de sonhar
Não deixe de tentar realizar seus sonhos
Tente uma vez, se não deu tente tudo de novo
Insista até conseguir alcançar que, aquilo fará você
Feliz, sempre feliz
Faça as coisas com mais convicção e não desista

Tenha a esperança de que tudo será novo
Novo como uma criança que acabara de nascer
O que você fez e não obteve sucesso
Faça de novo, mas faça melhor tente de outra forma
Reconstrua seus ideais para conseguir alcançar uma
Coisa que foi perdida ou que não foi conquistada
Será uma coisa nova, uma conquista nova
Todo esforço pode valer a pena se te agrada o que queres

O que não vale à pena é reclamar e não fazer nada pra mudar
O que não te agrada, mude deixe novo faça do seu jeito
Não deixe de buscar o que te faz feliz, sem desistir e sem cessar
Com fé naquilo que esta fazendo e com forças e perseverança
A virtude do ser é conquistar aquilo que te faz bem
E nunca reclamar daquilo que já vem tentando buscar
Cada vez melhor o que se quer

Agradeça que mais um ano você passou
E pede para que consiga viver mais esse ano que está por vir
Pensando no futuro devagar fazendo no presente e vivendo
O momento, viva tudo que se pode viver de bom hoje
Nunca deixe pra o amanhã, se tem este costume mude
Pois esta por vir o novo então conserte o que esta com defeito
Para que se reflita no futuro.

Um feliz ano novo e tudo pode mudar só depende de você
Por Márcio Poeta.

Compartilhar:
← Anterior Proxima → Inicio

Seguidores

Google+ seguidores

Total de visualizações

Mario Quintana

O TRÁGICO DILEMA: Quando alguém pergunta a um autor o que este quis dizer, é porque um dos dois é burro.

AMAR: Fechei os olhos para não te ver e a minha boca para não dizer... E dos meus olhos fechados desceram lágrimas que não enxuguei, e da minha boca fechada nasceram sussurros e palavras mudas que te dediquei... O amor é quando a gente mora um no outro.

BILHETE: Se tu me amas, ama-me baixinho Não o grites de cima dos telhados Deixa em paz os passarinhos Deixa em paz a mim! Se me queres, enfim, tem de ser bem devagarinho, Amada, que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...

Por Mario Quintana

Veja outros autores em: Pensador.Info

VEM DO CORAÇÃO

Há um sentimento para contemplar, como encontrar palavras que expressa o sentimento continuo e duradouro, somente os gestos, olhares, carinhos e até mesmo o silêncio poderá explicar o que sinto, para quem corresponde será um bom entendedor.

Márcio Ferreira

Tecnologia do Blogger.

Postagens populares

email newsletter