Twitter

1 de jul de 2010

Uma resposta aos meus sentimentos

Ilustração

Uma resposta aos meus sentimentos
Algo que eu deveria ter feito a tempos
O que me reserva é a felicidade
Não posso me entregar a essa maldade
Por ficar triste eu aprendi
Que os altos e baixos são passageiros
Uma vez baixo noutra alto
É assim que a vida anda
É que minha cabeça encana
Com algumas coisas que vem me acontecendo
Não posso me entregar
Nem tão pouco me deixar levar
Pelos sentimentos que afetam
Afetam o lado obscuro
Não sou assim quem me conhece sabe
Que no meu coração não há maldade
Eu mesmo me reservo a essas estranhas artimanhas
Que a vida nos dá
E para pensar melhor eu tenho que ficar
Somente na minha vida
Mas quando os outros chegam
E começam a invadir meu espaço
Chega de uma forma que não tem como evitar
O que posso fazer se meu coração é violável
Ele é aberto não se fecha
É uma falha em mim

Por Márcio Ferreira

Related Posts with Thumbnails

  © By Poesia - Todos os direitos reservados.

Tecnologia - Blogger | Modificado por - Márcio Ferreira