Twitter

9 de out de 2008

Sobrou o resto

Sobrou o resto, o resto de mim
Metade do coração se foi e a outra esta
Se perdendo
Não sei como segurar
Vou perde-lá, sem amor não vivo
Perder tudo que me resta
Seria maldade me deixar sem nada
Sem você

Vou morrer de desgosto, triste sigo
Sem direção, sem te encontrar
Minha vida vai se findando
Amando morrerei, doente estou
Mas sei que há cura para esse mal
Que me faz tristeza sem você
Eu sou só um vazio no mundo
Pois mais um pouco
Triste, um dia a mais
Até quando terá mais um pouco de tristeza?

Por Marcio Poeta

Related Posts with Thumbnails

  © By Poesia - Todos os direitos reservados.

Tecnologia - Blogger | Modificado por - Márcio Ferreira