Concordância da língua portuguesa (Parte 3)

Mostrando aqui a 3ª e ultima parte desse tema com a série de frases a serem corrigidas e mais um texto para analise…

2 - CONCORDÂNCIA NOMINAL
Corrija apenas as frases em que a concordância é inaceitável segundo a norma culta:

1. É meio dia e meio.
2. Ela está meia cansada.
3. Isso é de menas importância
4. Fez tudo conformes os procedimentos.
5. É proibido a entrada de estranhos.
6. Ela mesmo resolveu o problema.
7. As duas chegaram junto e querem ficar só.
8. Anexo seguem todas as notas fiscais.
9. Ele considerou muito estranho a troca dos motores.
10. Pediu emprestado a quantia de R$ 10 mil.
11. Ficou com parte do corpo paralisado.
12. Vai competir na prova dos 100 metros livres.
13. Comprou um casaco e uma camisa brancos.
14. Da janela, avistamos o sol e o mar azuis.
15. Escolheu má hora e lugar.

Bom o que eu mostrei até aqui foram as questões que saíram no concurso publico, dando a explicação das concordâncias e em seguida colocando as frases a serem corrigidas, agora vamos para 2ª parte dos textos para analise.

CONTINUANDO COM A CONCORDÂNCIA NOMINAL

Regra básica: Os artigos, os adjetivos, os pronomes e os numerais devem concordar com o substantivo em gênero e numero.

“Mas não é só nos chamados mercados EMERGENTES.”
“As empresas sentiram o quanto são IMPORTANTES esses encontros.”
“Alguns índios já declaram guerra à espécie de jacaré mais AGRESSIVA que vive no Brasil.”
“Ele disse ter achado ESTRANHA a demora dos policiais em comunicar a operação aos supervisores.”
“Pediu EMPRESTADA a quantia de dez mil dólares.”
“Ele tachou de ABSURDAS as declarações do deputado.”
“O juiz considerou ILEGAIS os dois gols.”
“Uma pequena parte do lixo é REAPROVEITADA.”
“Devido a este acidente, ele ficou com parte do corpo PARALISADA.”

Espero que possa ter tido uma idéia sobre a concordância da Língua Portuguesa são regras que não há segredos, mas provocam duvidas em muitas pessoas e também espero que gostaram ;-).

Compartilhar:
← Anterior Proxima → Inicio

Seguidores

Google+ seguidores

Total de visualizações

Mario Quintana

O TRÁGICO DILEMA: Quando alguém pergunta a um autor o que este quis dizer, é porque um dos dois é burro.

AMAR: Fechei os olhos para não te ver e a minha boca para não dizer... E dos meus olhos fechados desceram lágrimas que não enxuguei, e da minha boca fechada nasceram sussurros e palavras mudas que te dediquei... O amor é quando a gente mora um no outro.

BILHETE: Se tu me amas, ama-me baixinho Não o grites de cima dos telhados Deixa em paz os passarinhos Deixa em paz a mim! Se me queres, enfim, tem de ser bem devagarinho, Amada, que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...

Por Mario Quintana

Veja outros autores em: Pensador.Info

VEM DO CORAÇÃO

Há um sentimento para contemplar, como encontrar palavras que expressa o sentimento continuo e duradouro, somente os gestos, olhares, carinhos e até mesmo o silêncio poderá explicar o que sinto, para quem corresponde será um bom entendedor.

Márcio Ferreira

Tecnologia do Blogger.

Postagens populares

email newsletter